Monday, 13 October 2014

Clara de Menezes - Anseio (1976)

Amar-vos, como é doce, meu Jesus,
Mormente, nesta Quadra do Natal!
A manjedoura dura do curral
Viste irradiar fulgente luz.

Teu olhar de Menino me reduz,
Apoquenta-te o frio, ó Príncipe Real?
Mas por mim, bicho vil, sofres o mal
Ensina-me a aguentar a minha cruz.

Aumenta mais e mais a provação
Guiando-me pela tua divina mao,
Descobre-me os segredos da crua dor.

Imolar-me na ara p’lo inimigo,
Acabando assim meus dias contigo

É o meu anseio de louca pelo Amor

No comments:

Post a comment