Tuesday, 5 April 2011

Dessai - Presto-te Homenagem Lokamanya, Presto-te Homenagem (1962)


Swarajya, é o meu direito do nascimento
Disseste com todo e raro atrevimento
O Inglês tivera o primeiro viramento
            Presto-te homenagem Lokamanya…

O Kessori que fundaste estava bramindo
Com ecos de Swarajja estava enchendo
O céu do pais. E o Inglês estava suando
            Presto-te homenagem Lokamanya…

“Es homem ou demo?” perguntou-te o polícia
Por roncar no carro que a prisão conduzia
“Sou homem, mas com fé” disseste com ironia
            Preto-te homenagem Lokmanya…

Defendeste o teu pleito com a tua boca
Jurisprudência inglesa tornaste oca
Ensinaste no foro gramática – não pouca
            Presto-te homenagem, Lokmanya...

Progenitor do desassossego indiano
Chamou-te para vexar juiz britaniano   
O vexame tornaste em glória com tino
            Presto-te homenagem Lokamanya...

“O líder de Teli-taboli” cognominavam
“O orador de Kamathipura” blasfemavam
Daqueles, daqui, força tiravas,  ignoravam
            Presto-te homenagem, Lokamanya...

Escreveste Guita Rahaxxa, de Universal
Reputação com a descoberta original
Nos astros, mudaste a teoria secular,
            Presto-te homenagem, Lokamanya...

Em sete modestos tercetos de poesia
A tua vida nem o Grande Vyas descrevia
Como a Ananta possível seria?

No comments:

Post a comment