Monday, 11 February 2013

Laxmanrao Sardessai - A Noite (1966)

A noite é o sono do dia
E é o sonho da terra.
Ela revela, recatadas,
As belezas eternas do Universo
É o suspiro profundo e uno
Dos elementos da Natureza.
Nela toda a criação
Se torna eloquente
Na sua mudez
Enquanto o reino animal
Recolhe ao lar primitivo das trevas
Os outros reinos – o mineral e o vegetal –
Tomavam vulto, linhas e cores
E falam
E o espaço sideral
Assume vastidões imensas.
Os rios e os montes
As diversas fontes
Acordam para uma vida melhor
E dançam –
Enquanto tudo está calmo,
Ó noite abençoada,
O poeta compõe
No espaço solitário
Da sua alma infinita
Hinos gloriosos!

No comments:

Post a comment