Saturday, 19 May 2012

Clara de Menezes - Caridade (1971)

Amo-vos, meu Senhor, no desgraçado,
Que à beira do caminho estende a mão,
P’ra pedir uma côdea de pão
E de vestir o corpo ensanguentado.

Amo-vos no inimigo assanhado,
Que sempre me injuria a reputação
E julgando-se o rei da Criação,
Planeia contra mim um atentado.

Amo-vos neste Sol que me alumia,
Fonte de tanta luz e de alegria,
Criadora de real felicidade.

Amo-vos na doença e no bem-estar
E até mesmo sem nunca me queixar,
Amar-vos-ei na cruel adversidade.

No comments:

Post a comment