Tuesday, 22 January 2013

Laxmanrao Sardessai - O Goês (1965)

Sou goês e sou perfeito
- Dizem – e ufano olho em redor
Eu possuo a arte da palavra
E admira o leitor o meu estro criador,
Sou músico e a melodia das minhas notas
Deleita os ouvidos e vibra os corações.
O piano, o violino, ou a guitarra
Quando os acaricio, tornam-se humanos
E falam uma linguagem de emoções.
Sou pintor e do meu peito
Brota o mistério de cores
Sou cantor e o canto que sai do meu peito,
Embriaga e empolga.
Eu sou orador e o meu verbo
Varre, sacode, revolve,
No Parlamento ou na praça,
A alma do auditório,
Sou eterno viajante do globo
E tenho um pé no pomar do meu chalé
E outro em Singapura ou em Calais.
Sou príncipe da cozinha
E as delícias que preparo
Entontecem os Rajás e os Lordes.
Eu domino os mares e os céus
E conquista com a minha bondade os estrangeiros.
“És tudo, amigo; és soberano em tudo
- Cochicha aos meus ouvidos um velho –
Mas és fraco e cobarde na politica!
És ambicioso e não sabes renunciar
A um conforto no altar duma ideia!”

No comments:

Post a comment