Friday, 9 March 2012

RV Pandit - Dois Poemas sobre Mahatma Gandhi (1968)

“Terra Imortal”

Terra
Onde os caminhos
Ensopados em sangue
Os corações ardendo
Em tormentos…

A humanidade
Aprodrecendo
No lodo da escravidão
Em cada casa…

Ali, naquela terra
Nasceu um Mahatma…
Mar de amor e de caridade
Que, do íntimo do seu coração
Deu o néctar a vida imortal
Os ensinamentos
Da verdade, caridade
Amor e dedicação
Que fez reviver
Milhões de cadáveres
Resurgir
Da pobreza e do inferno...

BEM a alto conservando
O estandarte da Liberdade
COMO o sândalo
Exaurindo-se
O prestígio da liberdade
Do trabalho, da abnegação
Exemplificando...

Sim, sim
É dele
Esta terra imortal...

“Terra Infeliz”

O santo
Cuja vida
Foi um sacrifício
Que nutriu
O amor da terra...
Cuja luz
Iluminou
Os quatro cantos da terra...

A cegueira, a ignorância
A arrogância e a falta da fé
A teimosia e a brutalidade
Fez verter o seu sangue
Nessa terra
Ai!... 

É a mesma terra infeliz!

No comments:

Post a comment