Wednesday, 7 September 2011

Clara de Menezes - Inverno (1979)

Raios riscam o céu violentamente
Começa o Inverno em Goa dourada,
A atmosfera de nuvens saturada
Despacha à terra chuva persistente.

Viceja muita flor magnificente
Nos campos e jardins de nomeada,
Anda na várzea gente atarefada
Em trazer arroteadas febrilmente

Em breve, o arroz semeado vai crescendo
E os peitos, de alegria estremecendo
Confiados em colheita abundante.
E finalmente a foice impiedosa

Corta a seara, cena grandiosa,
Que torna o nosso Inverno deslumbrante.

No comments:

Post a comment