Friday, 16 September 2011

Lia Teles e Aguiar - A meu pai (1982)

Velha cidade de Goa
A dourada!
Jaz encantada
E adormecida

Entre as sombras
De verdes palmares
À beira do Mandovi
A sonhar
Com a glória passada

Uma alma apaixonada
Dorme a seu lado
Também a sonhar
Tentando decifrar
Os mistérios do seu passado
Não poderá essa alma
Repousar calma
Longe de ti, o Cidade Velha
Menina dos seus olhos!
Cidade dos seus sonhos!
Dorme, nas ruínas gloriosas
De igrejas, capelas
Conventos e palácios
Dorme em paz!
Que só nela a tua alma
Poderá repousar calma
Eternamente a sonhar.

No comments:

Post a comment