Tuesday, 6 September 2011

Judit Beatriz de Sousa - Compensação (1962)

O meu olhar tristíssimo poisou
No teu perfil distante,
Longamente,
Como asa suave
Ferida em pleno azul.
O meu olhar deseleou
A tua imagem vaga, sem contornos...

- O que amei foi tanto! E há tanto tempo
Eu tenho as mãos tão cheias de abandonos....

No comments:

Post a comment