Friday, 2 September 2011

Eduardo Pereira de Andrade - Doutor Telo de Mascarenhas (1978)

Dotado duma robusta e farta inteligência
Orgulho ardente dessa nossa amada Mãe Pátria,
Unindo filha saudoso poeta Nascimento Mendonça,
Teve maior pendor por essa língua de Camões.
Ousadia que o premiou ainda no seu cativeiro,
Rascunhar seus poemas de desespero e consolação.

Todos de nome já sobejamente conhecem
Este vulto goês que na história marcou.
Lutando com fervor intempéries vida sofrida
Orientou seu fim politico que afinal alcançou.
Depois do cativeiro no forte Caxias sofrido,
Eis o aqui destemido seio seus conterrâneos.

Marchava ele sempre com seu ideal bem firme,
Alcançar cedo ou tarde seu desideratum esperado,
Surgindo qual astro com seu jornal “Ressurge Goa”,
Clamou bem alto qual será nosso ambicionado futuro.
Abraços fraternais jamais lhe podiam faltar,
Recheado como vinha com fins mais altruístas.
Era pois essa aquela sempre desejada vitória
Não como num grande caos em que tudo ora corre.
Haja pois quem vele pelos nossos interesses vitais,
Afirmar mundo personalidade e intelectualidade goesa,
Salientando esta minúscula parcela de GOA DOIRADA.

No comments:

Post a comment