Saturday, 12 February 2011

Maria Elsa da Rocha - Sâdhu (1962)

Sâdhu,
Já sei porque me olhavas
Com esse olhar turvo
Das cheias do Ganges
Acaso tinha eu culpa,
Se era o que era
Qual barca vogando
No oceano da Vida?

Se vivia…
Trazendo em mim
Complexos de tendências
Adquiridas e inatas
Sob o peso asfixiante
De séculos ocidentais
Que me não deixavam em paz
Um só momento fugaz
E que me cobriam a alma
Em avalanchas de neve
De Saudade distante?

Se, receosa…
Ia vogando sozinha,
À volta sentindo
Falésias ruins?

Não desfrutando da Vida
A essência subtil
Que aliás nos tornava
Assim tão afins?

Sadhu?
Porque me olhavas assim?
Acaso não te lembravas
Que um Brahmane em Goa
Sob um forçado de séculos
A que o havia votado
Um mero capricho do Fado
Inda há pouco
Tinha de ser assim?...

Jai Hind!

No comments:

Post a comment