Friday, 24 June 2011

Alberto de Menezes Rodrigues - A nossa terra e a nossa língua

A Divina Munificência
Mimoseou-nos com um lindo torrão,
Que causa intensa admiração
Àqueles que de longe o vêm ver.
Goa, a nossa Goa, é a PÉROLA DO CONCÃO!
É o pedaço mais belo da nossa bela Índia!
Praias de loira areia,
Que o Mar da Arábia beija incessantemente,
Debruam viridentes palmeiras,
Formosas Colinas com cajuais,
Penedias calvas, rochedos alcantilados,
Tudo banhado por um sol esplendoroso,
Rios azuláceos, serpeando por entre aldeias,
Realçam, aqui e ali, a beleza da paisagem.
Ladeando estradas e caminhos,
Crescem veigas, virentes, deleitosas,
Sob a concha azulina do céu.
Há faldas de oiteiros, frescas, namorosas,
Onde fontes de água cristalina
Entoam suas eternas canções
E as aves gorgeiam do nascer ao pôr do Sol.
Nas bandas do nordeste,
Enormes montanhas elevam os seus cumes ao alto,
Como que tentando um assalto
Ao infinito,
Tão fascinante é a beleza
De Goa,
Tão exuberante é nela a Natureza,
Que lhe chamaram com entusiasmo
PARAÍSO DA ÍNDIA!

Bela é também a nossa língua
- O concani –
Um filho ilustre do Bharat
Disse ser ela
A mais doce língua na Índia!
Enleva-nos a alma
Essa aprecição honrosa
Feita por alguém
Que não é de Goa.
A nossa língua
É na verdade, rica e harmoniosa.
Suas palavras são doces e frescas
Como essas fulvas volvolãs
Que se desprendem do vonvoleiro
Ao sopro da aragem
E vão aromatizar o chão
O próprio nome, o próprio nome que ela tem,
Não é lindo também?

Duas magníficas dádivas
Nos vieram do Senhor:
Dádivas de ternura e amor:
Terra bela
E língua bela.

No comments:

Post a comment